Frase do dia

terça-feira, 28 de julho de 2009

O que é um texto?

O que é um texto? Frases, sentidos, ideias, argumentos, paragráfos,....
Um texto nada mais é que uma unidade de sentido, constituída por partes formando um todo.
a) O texto não é um aglomerado de frases. Uma boa leitura nunca pode basear-se em fragmentos isolados do texto, já que o significado das partes sempre é determinado pelo contexto dentro do qual se encaixam.
b) Todo texto contém um pronunciamento dentro de um debate de escala mais ampla. Uma boa leitura nunca pode deixar de apreender o pronunciamento contido por trás do texto, já que sempre se produz um texto para marcar posição frente a uma questão qualquer; cada texto revela a visão de mundo de quem o produz.

Mas como inicio? Qual é o ponto de partida?
Há duas questões fundamentais:
O que escrever? - O primeiro passo é ter uma ideia, informações, dados, enfim, conhecimentos mais específicos.
Como escrever? - Encontrar a melhor forma de expressar as ideias: vocabulário, ortografia, pontuação, concordância e outros requisitos gramaticais.
O que caracteriza o produto final?
O produto final deverá ser um texto caracterizado por:
  1. Correção: obediência às normas gramaticais.
  2. Concisão: ato de ser conciso, sintético, objetivo. A interpretação não pode variar de pessoa para pessoa nem depender das circunstâncias em que se utilize o vocabulário.
  3. Clareza: o texto deve ser exato e objetivo.
  4. Simplicidade.
  5. Universalidade: todos devem compreender da mesma maneira o conteúdo semântico dos termos.
Coerência: Um texto coerente é um conjunto harmônico, em que todas as partes se encaixam de maneira complementar de modo que não haja nada destoante, ilógico e contraditório.
Coesão textual: É a ligação interna entre os vários enunciados presentes no texto. A coesão de um texto estabelece as relações de sentido que exitem entre eles. Para criar essa relações, fazemos uso por uma certa categoria de palavras, as quais são chamadas de conectivos ou elementos de coesão:
- preposições: a, de, para, com, por, etc.;
- conjunções: que, para que, quando, embora, mas, e, ou, etc.;
- pronomes: ela, ele, seu, sua, este, esta, aquele, o, o qual, cujo, etc.;
- advérbios: aqui, aí, lá, assim, etc.;
O uso correto desses elementos de coesão forma uma unidade ao texto e contribui para a expressão clara das ideias.
A escolha do conectivo adequado é importante, já que é ele que determina a direção que se pretende dar ao texto.
Progressão discursiva: A construção de um texto pressupõe que os segmentos se sucedam numa progressão constante, isto é, que cada segmento que ocorre no percurso deve ir acrescentando informações novas aos enunciados anteriores. Muitas vezes, num texto, repetem-se com outras palavras as mesmas ideias. A redundância viciosa, isto é, aquela que não traz nada de novo, desqualifica o texto, pois revela falta de reflexão e de domínio sobre o que está sendo dito, além de probreza de ideias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário